Os novos membros do cartel mexicano «Cavaleiros Templários», liderado pelo recentemente morto Nazario Moreno, terão sido forçados a comer o coração de crianças como ritual de iniciação.

As revelações chocantes foram feitas pelas autoridades mexicanas que investigam o tráfico de órgãos. A imposição terá sido do próprio Nazario Moreno que ordenou que os novos recrutas traficantes provassem a lealdade através de um ato de canibalismo.

«Num ritual de iniciação usavam os órgãos, neste caso o coração, e forçavam as pessoas a passar por este processo de iniciação ao come-lo», disse Alfredo Castillo, o enviado do governo federal para Michoacan, a uma rádio local.

Segundo Castillo, as autoridades obterem esta informação através de membros do cartel entretanto detidos.

«Há declarações de algumas pessoas que estavam presentes quando Nazario Moreno El Chayo [O Rosário] veio e disse a outros, seja como iniciação ou como parte de um ritual:«Hoje vamos comer o coração de uma pessoa », disse Castillo.

A maioria dos corações terão vindo de crianças locais que foram raptadas para serem usadas no tráfico de órgãos.

Recorde-se que Moreno era também conhecido pela alcunha: «o mais louco». O mexicano de 43 anos foi dado como morto pelo Governo há quatro anos, mas na realidade só foi morto em 2014.