Um homem acusa um hospital, no Canadá, de lhe ter reduzido o tamanho do pénis em cerca de 2,5 cm, escreve o jornal «Sun News». Após fazer uma lesão durante uma relação sexual, a «vítima», que é paraplégica, foi mandada para casa porque era «um traumatismo menor». Mas, afinal, tinha fraturado o órgão sexual. Agora reclama uma indemnização de mais de 110 mil euros.

A identidade do homem não foi revelada e sabe-se apenas que o hospital fica na região de Montreal. O caso remonta a 2011, mas só agora foi tornado público. O queixoso garante que os médicos o mandaram para casa dizendo que era «um traumatismo menor», mas como não conseguiu retomar a vida sexual normal voltou ao hospital. E, afinal, tinha uma fratura no órgão sexual que obrigava a uma cirurgia.

O homem garante que a cirurgia lhe retirou 2,5 cm de tamanho do pénis e lhe deixou uma cicatriz permanente. Incapaz de regressar à vida sexual ativa nos últimos anos, o queixoso conta ao tribunal que a sua mulher acabou por pedir o divórcio. A queixa «por negligência» já foi entregue na justiça e este reclama uma indemnização de mais de 110 mil euros.