A companhia aérea Malaysia Airlines lançou uma campanha para a Austrália e para a Nova Zelândia, oferecendo bilhetes em classe económica e iPads, segundo avançou o site da indústria de aviação australiana «Travel Monitor».

Se a ação de marketing não causou surpresa, o nome atribuído foi, para muitos, um pouco infeliz: «My Bucket List», que em português se refere a uma lista de coisas que alguém espera fazer antes de morrer.

Depois das tragédias a que a companhia se viu associada - o desaparecimento do voo MH370, em março, e a queda do voo MH17 no leste da Ucrânia, em julho, que levaram à morte de 537 pessoas - o concurso foi considerado bizarro.

Para ganharem os prémios, os participantes tinham de explicar que coisas e que locais gostavam de retirar da sua lista, ou seja, que desejos gostavam de ver cumpridos antes de morrer.

Entretanto, a página onde o concurso foi lançado está desativada. Mas, antes disso, foram vários os órgãos de comunicação que noticiaram a campanha, o que provocou várias críticas nas redes sociais.