“O momento foi aterrorizador”, afirmou Tom, em entrevista ao The Telegraph. “Foi como se estivéssemos numa avalanche, como se um autocarro aterrasse sobre nós. Eu lembro-me de vir à superfície e pensar ‘como é que eu não estou morto?’ se calhar tenho alguns ferimentos mas como estou em choque não consigo senti-los”.


“Depois é que a vimos. Estava por cima de nós e a única coisa que consegui ver foi a baleia a tapar-nos a luz. Eu só pensei ‘vou morrer agora’”, contou, afirmando que o incidente demorou apenas alguns segundos, mas que lhes pareceu uma eternidade.


"Este foi uma das situações mais assustadoras a que pude assistir", declarou o capitão da marinha Michael Sack. "Neste momento eu não sei se as pessoas compreendem o quão sortudos eles foram".