O icónico calendário da equipa de Râguebi do Stade Français chegou este mês ao mercado a festejar 15 anos de existência. Atletas competentes em campo e generosos nos atributos ilustram os meses do ano, associados a uma causa especial: parte da receita reverte para a luta contra o Cancro da Mama.

A edição de 2015 desse ex-libris da escultura anatómica volta a reunir fotografias de Fred Goudon. A objetiva do fotógrafo desnuda não apenas atletas do clube parisiense como Jules Plisson, Hugo Bonneval e Pascal Pape, mas também Morgan Parra, colega de equipa de Julien Bardy no Clermont, e outros convidados do Olimpo desportivo francês, como o futebolista Djibril Cissé, o judoca Loïc Piétri e os andebolistas William Accambray, Nikola e Luka Karabatic.

Seja apenas com vista ao lucro, seja também por uma estratégia de responsabilidade social e cultural, o clube lançou em 2001 o primeiro calendário «Les Dieux du Stade» [Os Deuses do Estádio] e, 15 anos depois, tornou-se um objeto de culto enquanto expressão de erotismo masculino e vigor atlético.

O calendário está à venda desde 2 de outubro e cada exemplar custa 29 euros no site oficial do clube.