Um surfista, de 26 anos de idade, foi mordido por um tubarão, mas não deu conta do incidente. Estava a surfar na praia de Shelly, perto de Port Macquarie, na costa leste australiana. A dada altura sentiu «qualquer coisa na mão direita». Então reparou que tinha alguns cortes e sangue na perna. Foi ao hospital e disseram-lhe que «tinha cortes coincidentes com uma mordida de tubarão», escreve a «Sky News» que cita as autoridades.

O jovem foi tratado e teve alta da unidade hospitalar. À polícia garantiu que não deu conta de que tinha sido mordido, nem sequer viu qualquer tubarão.

Ainda de acordo com a polícia, os cortes já estão a ser analisados por especialistas para que seja possível identificar a espécie de tubarão que atacou o surfista.

No passado dia 30 de Novembro, um surfista de 19 anos foi atacado por um tubarão tigre, quando estava sentado na prancha à espera de ondas, na praia de Campbells. Acabou por morrer. Uma semana antes, outro surfista, de 35 anos, também perdeu a vida após ser atacado por um tubarão na costa oeste da Austrália.

Apesar dos tubarão serem uma espécie comum nas águas australianas, os ataques mortais são bastante raros. Anualmente, acontecem em média 15 incidentes e, destes, apenas um se revela mortal. Este ano, a contabilidade de mortes já triplicou.