Um grupo de garimpeiros encontrou, na semana passada, a maior pepita de ouro do mundo. A descoberta aconteceu na Austrália e surgiu depois de terem sido encontradas nove pepitas do tamanho de bolas de ténis.

Os homens estavam, segundo escreve o site Minelab, à procura de moedas, relíquias e ouro com recurso a detetores de metais quando encontraram as pepitas.

“Primeiro pensei que era lixo ou mesmo um bocado de ferro velho”, disse um garimpeiro. “Quando comecei a raspar o barro e a cavar mais fundo, mal podia acreditar no que estava a ver: não era um pedaço velho de aço, tinha acabado de desenterrar uma pepita de ouro colossal.”

Depois do choque inicial e de alguns festejos com o restante grupo, o homem contou que se sentia desorientado, sem saber o que fazer com a pedra.

É como pescar um peixe muito grande e não saber o que fazer com ele!”, disse o homem cuja identidade não foi revelada. “Lavei-a com água, cobri-a com papel de alumínio e coloquei-a dentro do forno.”

Para já, a pedra está fechada num cofre de banco e estima-se que poderá valer cerca de 250 mil dólares australianos, cerca de 169 mil euros. Os homens ponderam criar uma réplica para a prosperidade e não descartam leiloar o achado.

O afortunado que encontrou a pepita garante que o lucro será dividido com os companheiros e que depois irão partir numa viagem de carro pela Austrália em busca de mais tesouros.