Um grupo de homens foi fotografado a nadar numa armadilha para crocodilos na Austrália, na mesma zona onde uma mulher foi morta por um destes répteis. O incidente está a causar indignação no país.

A polémica surgiu depois de terem sido publicadas no Facebook imagens de quatro homens a subir para uma armadilha flutuante na região de Port Douglas, no estado de Queensland. As imagens também mostram o grupo a posar dentro da armadilha.

O grupo de homens decidiu exibir-se na mesma zona onde Anne Cameron, uma mulher que sofria de demência, foi engolida por um crocodilo de 4,3 metros, há menos de duas semanas.

A presidente da Câmara de Port Douglas, Julia Leu, manifestou-se “absolutamente surpreendida com este comportamento estúpido e perigoso”.

Pergunto-me se estes indivíduos estão a concorrer ao prémio de idiotas do ano ou do século”, afirmou a autarca à rádio ABC.

O ministro do Ambiente de Queensland, Steven Miles, também se referiu ao incidente no Twitter.

Colocamos carne nestas armadilhas, para os crocodilos. Não se pode pensar em nadar ali! Isto é estúpido e ilegal”, escreveu o ministro regional.

 

Os crocodilos de água salgada são parte da paisagem no Norte da Austrália. Os répteis, que podem atingir até sete metros de comprimento e pesar uma tonelada, matam cerca de duas pessoas por ano.