Mais de cem assédios verbais e muitos assobios e piscar de olhos foi o resultado de uma experiência realizada em Nova Iorque, em que uma mulher, vestida com uns jeans e uma t-shirt, caminhou durante dez horas pelas ruas de Manhattan.

 

Foram muitas e variadas as expressões recebidas por Shoshana B. Roberts, que carregava dois microfones nas mãos, acompanhada por um outro voluntário, que andou sempre à sua frente com a câmara GoPro escondida na mochila.

 

Durante o passeio, com um sorriso ou não no rosto, Roberts recebeu comentários como «linda», «sexy», e «Deus te abençoe». Quando ignorava, em alguns casos, o assédio persistia com expressões como «Não queres falar?», «É por ser feio?», ou «Não podemos ser amigos?». Um homem chegou mesmo a caminhar lado a lado com a atriz durante cinco minutos seguidos.

 

Shoshana afirma que a sua motivação foi mostrar uma perspetiva diferente deste problema. «Senti que nunca ninguém tinha mostrado como realmente é a experiência de assédio nas ruas», disse ao «The Huffington Post».

 

Esta experiência, realizada em agosto, foi uma iniciativa da Hollaback!, uma organização não governamental norte-americana, que opera sobre a intimidação e assédio verbal sofridos pelas mulheres nas ruas, com a assinatura criativa da Rob Bliss Creative, uma agência que trabalha na promoção e execução de vídeos virais.

 

O vídeo foi publicado esta terça-feira no Youtube, e tornou-se viral, contando com mais de um milhão de visualizações. Desde que foi colocado online, a atriz já recebeu diversas ameaças, incluindo de violação, segundo avança a Hollaback!.

 

Confira por si próprio a compilação de quase dois minutos desta experiência.