Um rapaz de 14 anos encontrou um diamante de 7,44 quilates, num parque estadual do Arkansas, conhecido como “Cratera de Diamantes”, nos Estados Unidos.

A entrada custa dez dólares, cerca de 9,30 euros, e o parque é frequentemente visitado por quem quer tentar a sorte de encontrar pequenas pedras preciosas.

Foi quando Kalel Langford estava a passear no parque, que encontrou uma pedra cor de café e do tamanho de um feijão.

Ligou ao pai a contar-lhe a descoberta e ambos perceberam que não se trava de uma pedra qualquer. Daí, terem-na levado a um profissional, para ser avaliada.

Os dois, pai e filho, ficaram surpreendidos quando souberam que o diamante que Kalel tinha descoberto era o sétimo maior diamante a ser encontrado naquele parque. E também o maior diamante castanho encontrado, em 40 anos.

A pedra pesa 7,44 carates, cerca de um grama e meio. Terá por isso um preço básico da ordem dos 13 mil dólares, no mínimo - cerca de 12 mil euros - sem contar com outros fatores como a raridade da gema.

Kalel decidiu chamar à pedra “Diamante do Super-homem”, por gostar muito do super-herói. Garantiu que vai guardar a gema como recordação.

Até hoje, já foram descobertos mais de 75 mil pedras no parque “Cratera de Diamantes”, no Arkansas, desde 1906.

As normas do parque ditam que cada pessoa pode ficar com o que encontrar. Daí haver muitos visitantes, à procura de pedras preciosas.