Uma mulher, de 27 anos, foi expulsa de um voo da American Airlines pela tripulação. Tiana Fough estava de férias em Tucson com as amigas quando embarcou e garante não perceber por que foi expulsa do avião.

Antes de embarcar, uma hospedeira de bordo dirigiu-se à passageira e pediu para ela sair. Desnorteada com o que estava a acontecer, Tiana Fough começou a chorar, mas a assistente continuou a insistir para ela abandonar o avião e começou à procura da sua mala. 

Os momentos seguintes foram filmados por um passageiro do voo e as imagens encontram-se no Youtube. 

 

No vídeo pode ouvir-se o segundo momento da conversa entre a hospedeira de bordo e Tiana. Quando a passageira se levanta para sair do avião, os tripulantes mostram-se indignados e começam a vaiar a tripulação em uníssono.

Tiana Fough embarcou noutro voo 4 horas mais tarde e continua sem perceber o porquê de ter sido forçada a sair do avião da American Airlines.

A tripulação conta que pediu várias vezes a Fough para libertar espaço no corredor para outro passageiro, mas foi ignorada repetidamente, o que levou à expulsão da mulher.

A passageira acredita que foi arbitrariamente escolhida para abandonar o voo, pois a companhia aérea queria dar lugar a outro passageiro, que ocupou imediatamente o seu lugar quando ela saiu.
 

"A tripulação está a inventar isso tudo. É uma coincidência eu ser atacada verbalmente sem nenhuma razão e depois, de repente, uma outra pessoa chega e fica no meu lugar.”


A American Airlines comentou o incidente ao The Washington Post, afirmando estar a tomar medidas para solucionar o caso.
 

"Estamos em contacto com a passageira e pedimos desculpas. Nós estamos a abordar a questão com outros membros da nossa equipa para que possamos proporcionar uma experiência de viagem de qualidade para nossos clientes no futuro".