O mistério dos anéis que podem ser vistos no fundo das claras águas do Mar Báltico já foi resolvido. As formações subaquáticas, algumas com 15 metros de diâmetro, são o resultado da presença de um veneno, adiantam os biólogos.

Os anéis, apelidados de «Anéis de Fada», foram capturados em fotografias em 2008 e depois em 2011 e suscitaram as mais variadas especulações. Houve quem fala-se em obras alienígenas ou de fadas ou de bombas da II Guerra Mundial.

Mas os biólogos Marianne Holmer, da Universidade do Sul da Dinamarca, e Jens Borum, da Universidade de Copenhaga, asseguram que os círculos «nada têm a ver tanto com crateras de bombas ou marcas de aterragem para aliens».

Os biólogos concluíram que os anéis são formados por causa do padrão em que cresce uma alga que morre, quando exposta a toxinas. Na lama, em redor da referida alga, os biólogos encontraram altos níveis de sulforeto, uma substância que mata as algas.