Alexandra Allen é alérgica à água. Sim, leu bem, esta jovem norte-americana de 17 anos sofre de uma condição muito rara que afeta apenas 50 pessoas em todo o mundo.

«Parece de loucos, eu sei. Se o corpo humano é constituído maioritariamente por água, como pode alguém ser alérgico à água?», questiona, em declarações à revista «People».



Allen, do estado norte-americano do Utah, fica com urticária sempre que a sua pele entra em contato com a água.
.
A alergia começou por se manifestar em 2000, mas, na altura, os médicos pensavam que Allen poderia ser alérgica ao cloro ou a outras substâncias usadas nas piscinas. Porém, a alergia continuou a surgir mesmo quando mergulhava em águas consideradas límpidas. 

Só em 2013 é que a família percebeu o que a jovem tinha. Foi o irmão, Jonah, que, através de uma pesquisa na Internet descobriu que a adolescente tinha urticária aquagénica, um tipo de urticária muito raro que é provocado pelo contato da água com a pele.

Uma alergia grave que, no entanto, não lhe tira o sentido de humor.

«Costumamos brincar dizendo que eu arranjei uma desculpa para não lavar a louça.»


Então e se Allen beber água?

Para já, a jovem diz que ainda não teve qualquer problema em beber água. No entanto, Allen sabe que há uma probabilidade de poder ter que deixar de beber água, depois de ter conhecido uma britânica que lhe contou a sua experiência. A mulher em causa, que sofre da mesma condição, contou-lhe que com a idade o esófago começou a ser afetado pela alergia e agora que é adulta só bebe Coca -Cola Light.

Essa hipótese não a assusta.

«Disseram-me que um dia a minha garganta também pode ser afetada, mas se há uma coisa que eu aprendi com isto é que todos temos coisas com que lidar na vida.»


Quando era mais nova, Allen queria ser bióloga marinha, mas o sonho teve de ficar pelo caminho. Agora pensa em formar-se em Direito ou Economia.