Um homem alemão morreu, depois de ter feito explodir uma máquina de preservativos, no dia de natal. A vítima pertencia a um grupo que estava a tentar roubar dinheiro e preservativos do dispositivo.

Foi no dia 25 de dezembro que o jovem de 29 anos deu entrada no hospital de Schoppingen, na Alemanha, com ferimentos graves. Os dois cúmplices do criminoso contaram, na altura, que o amigo tinha caído das escadas.

Contudo, um deles acabou por confessar à polícia que os ferimentos que acabaram por vitimar o jovem tinham sido causados pela explosão de uma máquina de preservativos.

De acordo com a BBC, os três homens terão fabricado uma bomba, que colocaram no dispositivo, para poderem roubar o seu conteúdo. Depois apressaram-se a entrar no carro, mas a vítima não conseguiu fechar a porta antes da explosão. Um pedaço de metal foi projetado da máquina e acertou na cabeça do jovem.

A polícia já confirmou que houve uma tentativa de roubo e que a máquina tinha explodido. Contudo, afirmou que nem o dinheiro nem os preservativos tinham sido levados pelos criminosos.

Os dois homens foram presos e, entretanto, já foram libertados.