Pelo menos um milhão de baratas fugiu de uma quinta na China. Os insetos destinavam-se ao fabrico de medicamentos da medicina tradicional chinesa, de acordo com o jornal Xiandai Kuaibao, citado pela AFP.

O mesmo diário adianta que as baratas escaparam quando um indivíduo não identificado destruiu o local onde se reproduziam.

Cinco especialistas foram enviados para o local para coordenar uma ampla operação de desinfestação e eliminar os insetos. Os inspetores aconselharam a população local «a não entrar em pânico».

O dono da quinta, Wang Pengsheng, tinha investido 100 mil yuans (12.200 euros) para comprar 102 quilos de ovos desta espécie de baratas, dos quais saíram 1,5 milhões de larvas que eram alimentadas com frutas e biscoitos.