Um casal de reformados viveu literalmente aterrorizado por um felino dentro da sua própria casa. Mordeu o braço do antigo engenheiro, destruiu um vaso vitoriano, cortinados. Até parece que estamos a falar de um tigre, mas, afinal, não passava de um gato, que apareceu na casa dos idosos quando eles viam televisão. O que viram a seguir foi um filme de terror dentro das paredes da sua casa e que durou dois dias.

O gato refugiou-se num quarto e por lá marcou território, urinando e defecando, perante a impotência do casal de idosos que ainda ligou para uma associação de proteção dos animais para que recolhessem o gato, mas foi-lhes dito que se dedicavam à proteção de animais em perigo e que um gato selvagem não preenchia esse requisito.

Quem estava em perigo eram mesmo os Gough, com Bruce a deitar muito sangue de um braço que o obrigou a prevenir-se contra o tétano.

O gato acabou por ser retirado por um vizinho, como conta o «Independent», que calçou umas luvas de motociclista para apanhar o animal.

Depois do susto, foi-se o gato e o casal de Candebury, no Reino Unido, agora já só tem que livrar-se do mau cheiro a urina que ficou na casa.