Um apostador do Illinois, nos Estados Unidos, tinha um bilhete de lotaria premiado dentro do porta-luvas e não sabia.

Giuseppe Anelli costumava comprar bilhetes de lotaria e raspadinhas que depois guardava no porta-luvas do carro. Foi o que aconteceu com a lotaria de 4 de julho. Comprou o bilhetes, guardou-o no porta-luvas e nunca mais se lembrou até que, há uns dias, numa bomba de gasolina, se deu conta do bilhete esquecido naquele compartimento do carro, como conta o «Chicago Sun-Times». Passou-o pelo terminal de apostas e, qual a surpresa, estava rico e não sabia.

O primeiro prémio no valor de um milhão de dólares estava por reclamar há meses.

Giuseppe já tem destino para o dinheiro: pagar a hipoteca da casa e investir na educação dos três filhos.