Uma mulher israelita, de 64 anos, foi detida, no Aeroporto Internacional Tancredo Neves, por suspeita de tráfico e contrabando. Ao ser revistada, foram encontrados 102 gramas de diamantes no penso higiénico que usava.

De acordo com a Polícia Federal, cita o site «G1», a mulher e o homem, belga e de 70 anos, com quem estava iam entrar num avião com destino à Europa, mas o nervosismo da mulher denunciou-a. A mulher foi encaminhada para o hospital onde, após fazer radiografias, identificaram diamantes também no ânus da mulher.

O casal, que já tinha estado no Brasil antes, podem ficar presos entre dois a oito anos, aumentando a pena caso sejam culpados de transporte aéreo de pedras preciosas, refere a página de notícias.