Um jardim zoológico chinês, na cidade de Luohe, fechou temporariamente, uma vez que enganava os seus visitantes. Os turistas e locais eram «atraídos» para irem ver um leão africano, mas na verdade o zoo não exibia mais do que... um mastim tibetano. Mas há mais: havia ratazanas que diziam ser répteis exóticos, raposas que diziam ser leopardos e um lobo que na realidade também era outro cão.

A revelação foi feita depois do filho de um visitante, de seu nome Liu, ter chamado a atenção do pai porque aquele leão ladrava em vez de rugir. «Sinto que o zoo me enganou ao expor um cão em vez de um leão», disse Liu, citado pelo «Global Times».

Um dos funcionários do zoo, não identificado, desvalorizou a situação ao dizer que o leão tinha sido transportado, temporariamente, para outras instalações.

Os proprietários do zoo disseram ao «Beijing Times» que o espaço fechou para serem feitas algumas alterações e alegou que a situação se tinha dado apenas porque houve erros na colocação dos letreiros.

Os proprietários já pediram desculpa. O jardim zoológico funcionava ilegal.

Veja o vídeo