Josh Hassan tentou saltar um muro ao lado de um portão para alcançar uma bola de futebol e escorregou, espetando um prego no peito. De ferro forjado, os ferros de 30 centímetros em forma de seta decoravam o portão.

Habitantes rapidamente foram em socorro do jovem tentando que ele não se mexesse para não afetar nenhum órgão, colocando um escadote por baixo.

Foi transportado para o hospital ainda com a seta no peito depois de os bombeiros intervirem.

A mãe, Dawn, disse ao «The Telegraph» que não se não fossem as pessoas que ajudaram Josh «poderia já não estar cá». Os médicos disseram que o prego ficou a 6 centímetros do coração.

A vítima saiu do hospital dois dias depois ainda com dores, mas pretende guardar o objeto para recordação.