Uma mulher de 55 anos morreu, no estado do Michigan, nos Estados Unidos, depois de acidentalmente ter disparado a arma que transportava no coldre do sutiã.

Christina Bold, mãe de dois filhos, estava a tentar ajustar o revólver que levava consigo, preso no coldre do sutiã quando disparou contra o próprio olho.

«Ela estava com problemas em ajustar o coldre no sutiã, não estava a mantê-lo da forma que queria. Estava a olhar para o sutiã e acidentalmente disparou a arma», declarou o diretor de segurança pública, da cidade de St.Joseph, Mark Clapp.


Segundo o jornal «Herald-Palladium» que declarou o óbito, a mulher era oficial republicana e terá servido duas vezes a Marinha dos Estados Unidos. 

Carrie Lightfoot, proprietária da loja «Well Armed Woman», que vende este tipo de sutiãs, afirmou o ano passado ao «USA Today» que a popularidade do sutiã com coldre estava a crescer.

«A localização do coldre depende do tamanho da arma e do tamanho das 'armas' femininas. As mulheres precisam de opções porque num dia usam um vestido, no dia seguinte, roupa desportiva», afirmou Carrie Lightfoot.