Um homem britânico processou a escola privada que o filho frequentava, e pela qual pagava, anualmente, cerca de 32 mil euros, após tomar conhecimento dos resultados dos exames do secundário do filho.

Segundo o jornal The Independent, David Craddock, de 17 anos, aluno da escola Abbotsholme em Rocester, realizou os exames para a obtenção do General Certificate of Secondary Education, os exames equivalentes aos exames nacionais, e chumbou a todas as disciplinas, menos a uma. Como tal, o pai, Scott Craddock, decidiu processar a escola, argumentando que os resultados do jovem não compensaram o esforço financeiro investido naquele estabelecimento de ensino.

O homem, de 57 anos, tinha trabalhado como camionista no Médio Oriente para pagar os estudos do filho. Contudo, os resultados obtidos não foram os esperados nem pelo pai, nem pelo filho.

O David ficou de coração destroçado quando soube os resultados. Disse: "gastaste todo aquele dinheiro na minha educação e eu só passei num exame". Eu mandei o David para Abbotsholme mas, na minha opinião, a escola não vale, de modo algum, o dinheiro empregue", explicou Scott Craddock à Uttoxeter Advertiser, segundo o The Independent.

Com o dinheiro que gastei, podia ter comprado uma casa para quando o David fizesse 18 anos", reforçou o pai. "Vou tomar uma atitude e tentar reaver esse dinheiro", completou.

Por sua vez, o diretor de Abbotsholme, Steve Fairclough, reconheceu que os resultados deste ano tinham sido piores do que os de anos anteriores.

Atualmente, David estuda arboricultura e horticultura numa escola de Cheshire, onde passou a todas as disciplinas com distinção.