A centenária conseguiu o primeiro emprego quando tinha apenas 15 anos e já trabalha nesta área há 40. Felimina lava roupa e lida com a limpeza a seco de segunda a sábado, das 07:00 às 18:00.

 

“Eu nasci durante a Grande Depressão, onde as coisas eram realmente más e tínhamos de ir trabalhar aos 15 anos. Isso faz-nos crescer rápido”, conta à WGRZ.

Felimina considera que as pessoas não devem estar paradas sem fazer nada e acredita que o trabalho é muito importante porque é uma forma de manter-se ocupada Segundo ela, os idosos reformam-se “cedo demais” e, portanto, lança um conselho:

 

“Saim de casa e façam alguma coisa por vocês”.