O voo acabou por descolar cerca de duas horas depois de a mulher ser retirada do avião.

Enquanto o aparelho era preparado para a descolagem, ainda no aeroporto de Chicago, Lenny Madarski, de 68 anos, adormeceu e começou a ressonar. O barulho parece ter tirado do sério uma mulher que estava no mesmo voo, que o atacou com uma caneta.

 

«Imaginem estarem a dormir e serem picados por abelhas», comparou o homem, em declarações à ABC7.

De acordo com um porta-voz da Southwest Airlines, o idoso não ficou ferido e continuou o voo, mas a mulher foi retirada do aparelho e colocada noutro voo.

 

As semelhanças entre Lenny Madarski e o Pai Natal são inegáveis e um amigo do idoso, que o acompanhava no mesmo voo, brincou com o facto no Twitter.

 

«Quem ataca o Pai Natal?? Ainda bem que não estavam crianças no voo 577 da Southwest», escreveu.

Ainda de acordo com Michael Sutton, a polícia perguntou ao idoso se queria apresentar queixa por agressão, mas Lenny recusou. «A única razão porque não foram apresentadas queixas foi porque Lenny é um tipo porreiro, não porque a situação não fosse séria», explicou o amigo.

 

Apesar de séria, a situação acabou por merecer uma nota de humor por parte dos tripulantes da Southwest Airlines.

 

«A assistente de bordo da Southwest é um espetáculo. “Aterrámos. Por favor, mantenham os vossos utensílios de escrita convosco e tenham um bom dia”», escreveu Michael Sutton no Twitter.