De tão velha que é, teve de fazer como as crianças: mentiu para conseguir entrar no Facebook. Anna Stoehr tem nada menos do que 114 anos e uma incrível história para contar.

As datas de nascimento disponíveis no formulário de inscrição daquela rede social começam apenas em 1915 e esta idosa, que nasceu em 1900, teve de dizer que tinha
99 anos.

Anna é a moradora mais velha do Minnesota. Quando era criança, nem telefone ou luz elétrica havia. Mas, hoje em dia, a idade não é um impedimento para estar não só a par das novas tecnologias, como fazer mesmo uso delas. 

«Essa é uma caraterística da minha mãe, ela sempre foi curiosa sobre tudo na sua vida e continua a sê-lo», disse o filho, Harlan, à televisão local do Minnesota, kare11, que fez uma reportagem sobre esta história.

Tem um iPad e gosta muito de falar no FaceTime com os seus amigos. Como surgiu a ideia? O filho de Anna conheceu Joseph Ramireza, representante de vendas da Verizon.  Quando lhe começou a falar da sua mãe, o comerciante achou estranho que ela ainda existisse. Quis logo conhecê-la e foi Joseph quem deu o empurrão que faltava para Anna entrar no mundo da Internet e das redes sociais. 

Tanto que chegou mesmo a escrever uma carta ao fundador do Facebook, Mark Zuckerberg. Numa máquina de escrever antiga, claro. A mensagem era simples: «Eu ainda estou aqui». Foi Anna que lhe ditou estas palavras. Uma prova que o que importa na vida é a idade da mente e não do corpo. 

Os 114º aniversário foi comemorado este domingo no Green Prairie Place, a comunidade de alojamento sénior onde Anna vive e foi documentado no Facebook.