Bruce Redding estava treinar no ginásio e disseram-lhe para ir o mais rápido possível para casa. Não lhe disseram porquê, mas ele foi. E, quando chegou, viu que tinha um carro em cima do telhado da sua casa.

«Eles disseram apenas venha para cá. E quando cheguei a casa estava um carro na minha casa. Ainda a deitar fumo», contou este habitante de St. Louis frisando que o mais importante era que estava bem, que tinha onde ficar e que tinha seguro.

Redding contou que o incrível aconteceu por volta do meio dia. Larry Davis testemunhou o que viu depois de sair da missa, há dois domingos. «Nunca tinha visto nada parecido na minha vida... e provavelmente não voltarei a ver», contou a testemunha revelando que «o carro ia bastante depressa, talvez a 80 ou 90 milhas (cerca de 130 a 150 km/h).

O acidente aconteceu num cruzamento, com o carro a subir um lancil, depois a galgar a colina em frente à casa de Redding e a voar até aterrar em cima do telhado. «Ele nunca tirou o pé do acelerador. Podia ver-se, ele nunca tirou o pé do acelerador», contou Davis ao «News 4».

Quanto ao condutor, «ele estava feliz por estar vivo». «Podia ver-se que tinha umas fraturas. Era visível, bastante sangue...», contou a testemunha do acidente. O condutor do SUV ainda ficou cerca de uma hora no carro antes que os bombeiros o retirassem – sendo levado para o hospital em situação critica, segundo o relato da estação de acordo com os bombeiros.

Já o SUV, teve de esperar três horas até uma empresa de reboques o retirar do telhado.

Mas não se pense que esta foi a primeira vez que um carro acabou estacionado desta forma. Recorda-se deste acidente?