Duas acusações contra Chris Brown foram retiradas na terça-feira pelo tribunal de Van Nuys, Califórnia. O Ministério Público retirou as acusações de guiar sem carta de condução e ausência de seguro automóvel.

Embora o advogado do cantor o tenha declarado como não culpado, Brown continua com a acusação de ter batido e fugido de um acidente de carro em maio.

Para se dar a arquivação das duas acusações retiradas, o tribunal ordenou que o cantor se apresentasse no posto da polícia na próxima semana, refere o porta-voz do tribunal citado pela CNN.

Um representante de Brown disse, na semana passada, que o cantor esperava que todas as acusações fossem retiradas e a liberdade condicional fosse mantida.

Olga Gure, vítima do acidente, disse que o cantor, de 24 anos, «fugiu em bala» depois do acidente. De acordo com o relatório policial, a mulher revelou que Brown gritou, enquanto fugia, palavras como «Tu és uma c...!» e «Pensas que só por guiares um Mercedes tem dinheiro, c...? Pensas que sou apenas um preto? Tenho mais dinheiro que tu, c...!».

Brown recorreu, no mês passado, ao Twitter para protestar contra as acusações que teve. «Não é um acidente e fuga se tu saires do carro, trocares informações (sem estragos para nenhum dos carros). Isto é simplesmente ridículo».