Navio de guerra vai ser um museu subaquático

Corveta está a ser descontaminada, antes de ser afundada

Por: Redação    |   1 de Julho de 2012 às 17:32
Estão quase concluídas as obras de descontaminação do primeiro navio de guerra que vai ser afundado para criar um museu subaquático no Algarve. Para trás, ficam cinco meses de trabalho para dar uma nova vida à corveta de 85 metros.

Chegou às águas portuguesas há 40 anos. A «Oliveira e Carmo», uma corveta construída para guerra é agora esperança de vida. Oferta da marinha para um projeto de criação de um museu subaquático na costa algarvia ao largo de Portimão é o primeiro dos quatro navios que vão ser afundados.

Desmantelada peça por peça há cinco meses, já viu sair das suas entranhas mais de 280 toneladas de materiais perigosos e ainda há trabalhos a decorrer. O museu subaquático algarvio vai ter quatro navios de guerra afundados a apenas três milhas da costa.

Uma aposta em algo inédito que é também um convite a um novo segmento de turistas para o Algarve.
PUB
Partilhar
EM BAIXO: Navio de guerra vai transformar-se em museu subaquático
Navio de guerra vai transformar-se em museu subaquático

COMENTÁRIOS

PUB
AO MINUTO: siga aqui o debate sobre o OE2015

Assembleia da República debate na generalidade o Orçamento do Estado para 2015. Na início da discussão, Passos Coelho revelou que o Governo espera devolver 80% dos cortes salariais em vigor já em 2016. Os primeiros 20% são devolvidos já em 2015. Anúncio do primeiro-ministro feito em vésperas de eleições legislativas. Do lado da oposição, Passos tem recebido conselhos para ouvir o que diz Manuela Ferreira Leite, na TVI