logotipo tvi24

Navio de guerra vai ser um museu subaquático

Corveta está a ser descontaminada, antes de ser afundada

Por: Redacção    |   2012-07-01 17:32

Estão quase concluídas as obras de descontaminação do primeiro navio de guerra que vai ser afundado para criar um museu subaquático no Algarve. Para trás, ficam cinco meses de trabalho para dar uma nova vida à corveta de 85 metros.

Chegou às águas portuguesas há 40 anos. A «Oliveira e Carmo», uma corveta construída para guerra é agora esperança de vida. Oferta da marinha para um projeto de criação de um museu subaquático na costa algarvia ao largo de Portimão é o primeiro dos quatro navios que vão ser afundados.

Desmantelada peça por peça há cinco meses, já viu sair das suas entranhas mais de 280 toneladas de materiais perigosos e ainda há trabalhos a decorrer. O museu subaquático algarvio vai ter quatro navios de guerra afundados a apenas três milhas da costa.

Uma aposta em algo inédito que é também um convite a um novo segmento de turistas para o Algarve.

Partilhar
EM BAIXO: Navio de guerra vai transformar-se em museu subaquático
Navio de guerra vai transformar-se em museu subaquático

Operação Páscoa 2014: três mortes, menos cinco que há um ano
Balanço da GNR aponta para «melhorias significativas»
Homem que baleou quatro mulheres está a ser ajudado
Suspeito de crime em S. João da Pesqueira procurado pela PJ e GNR. Autoridades acreditam que está a ser auxiliado
Morreu o estilista António Augustus
Tinha 64 anos. O corpo do estilista está em câmara ardente desde as 18:00 na Basílica da Estrela, em Lisboa
EM MANCHETE
Queda de muro em Braga mata três universitários
Estudantes eram todos caloiros. «Guerra de cursos» terá estado na origem do acidente
Execução orçamental: défice cai, mas despesa aumenta
Passos quer «fazer a função pública respirar»