As redes sociais estão a servir de base para a organização de uma manifestação apartidária para o próximo dia 12 de Março.

O protesto da «geração à rasca» promete levar às ruas do Porto e de Lisboa mais de 26 mil pessoas, com o objectivo de agitar consciências e lembrar que democracia não é só votar de vez em quando.

«O povo português não é letárgico, não é inerte. O povo português tem voz e quer mostrá-la», garante à TVI Paula Gil, uma das organizadoras do protesto «geração à rasca».