Fontinha: homem regou-se com gasolina em protesto

Após desocupação da escola primária, população solidária com as duas pessoas ocupadas. Protesto junto à câmara

Por: Redação / FC    |   19 de Abril de 2012 às 13:14
ATUALIZADO ÀS 14:50

Dezenas de pessoas protestaram em frente à esquadra do Heroísmo, na cidade do Porto, exigindo a libertação dos dois detidos pela PSP durante a desocupação da escola primária da Fontinha. Está agora a circular o edifício da câmara municipal.

Durante os protestos, um homem regou-se com gasolina aparentando que estaria prestes a imolar-se, mas a polícia deteve-o de imediato e levou-o para o interior da câmara.

O movimento esteve reunido durante algum tempo no largo da Fontinha e decidiu dirigir-se até à rua do Heroismo. No local estivera também muitos populares, solidários com esta ação.

Entetanto, as mesmas pessoas dirigirem-se para o espaço em frente à câmara Municipal do Porto. Estiveram a manifestar-se nas traseiras do edifício durante cerca de uma hora e depois passaram a circundá-lo com a ajuda de música.
PUB
Partilhar
FOTOGALERIA:
Desocupação da Escola da Fontinha

Desocupação da Escola da Fontinha (PEDRO GRANADEIRO/LUSA) EM CIMA: Desocupação da Escola da Fontinha (PEDRO GRANADEIRO/LUSA)
COMENTÁRIOS

PUB
«Remédio Santo»: 16 arguidos condenados e dois absolvidos

O Tribunal Central de Lisboa condenou esta sexta-feira 13 dos 18 arguidos do processo «Remédio Santo», acusados de burlar o Serviço Nacional de Saúde em quatro milhões de euros, a penas efetivas até nove anos de prisão. O tribunal deu como provado a existência de uma associação criminosa, composta pelos grupos do Norte e do Centro/Sul, que levou a cabo um esquema de uso fraudulento de receitas