Empresa ofere emprego, mas paga em géneros

Jovem recusou salário em produtos capilares

Por: tvi24 / CLC    |   24 de Abril de 2012 às 23:16
O desemprego e os novos casos de exploração no trabalho são cada vez mais uma preocupação, especialmente para os jovens.

 

Três amigos juntaram-se para formar o «movimento dos desempregados» e realizam ações de sensibilização à porta dos Centros de Emprego do país.

 

Uma decisão tomada depois de um deles ter tido uma proposta de trabalho em que o pagamento não era em dinheiro, mas sim em produtos capilares.

 

Foi a gota de água para Nelson Castro. Licenciado em cinema, vídeo e comunicação multimédia, candidatou-se a um trabalho como operador de câmara, mas o pagamento era em produtos capilares.

 

Com os Centros de Emprego do país a rebentarem pelas costuras, com a indignação pela falta de emprego e condições de trabalho, estes jovens juntaram-se para realizar ações de sensibilização à porta dos Centros de Emprego do país. Entregam panfletos informativos com a intenção de mobilizar outros desempregados e passar à luta nos dias feriado de 25 de abril e 1 de maio.
Partilhar
EM BAIXO: Desempregados
Desempregados
COMENTÁRIOS

PUB
Governo «desconfortável» com a situação dos professores

Quase 10% dos horários das escolas abrangidas pela bolsa de contratação continuam sem docentes. Ministério da Educação revela que há 250 horários por preencher. «Nós estamos desconfortáveis porque aquele trabalho não deveria ter sido feito e detetou um erro e esse erro é lamentável», admitiu o secretário de Estado