logotipo tvi24

Síria: ativistas denunciam fortes bombardeamentos

Várias cidades, incluindo Homs e Aleppo estão debaixo de fogo desde a madrugada

Por: Redacção / PO    |   2012-04-15 11:06



No dia da chegada da missão de observadores da ONU à Síria, a cidade de Homs encontra-se debaixo de um intenso ataque das forças sírias, segundo denuncia a oposição ao regime.

Há denúncia de rockets lançados de dez em dez minutos no bairro de Bayada, mas também noutros bairros da cidade, como Jalidiya, Hamidiya, Qusur e Huf.

Nas imagens do vídeo que circula no Youtube, um ativista filmava os bombardeamentos em Homs quando foi atingido.

Apesar do cessar-fogo desde quinta-feira, além de Homs, as cidades Aleppo e Idleb também estão debaixo de fogo a, escrevem as agências noticiosas internacionais.

Um residente de Aleppo disse à agência Reuters que uma esquadra da polícia foi atacada. «No início desta manhã, avistamos um helicóptero e um avião a sobrevoar a baixa altitude. Dez minutos depois havia um forte bombardeamento», disse à Reuters Walid al-Fares, ativista residente em Khalidiya.

O Conselho de Segurança das Nações Unidas aprovou neste sábado por unanimidade o envio de uma equipa avançada de até 30 observadores para a Síria, que terá como missão avaliar o cumprimento do cessar-fogo entre o regime de Damasco e os rebeldes.

Partilhar
EM BAIXO: Síria
Síria

EUA confirmam autenticidade do vídeo da decapitação de jornalista
Barack Obama diz que os apoiantes do Estado Islâmico são um «cancro» e que as suas ideologias estão «falidas»
Jornalista norte-americano decapitado no Estado Islâmico
Apoiantes do Estado Islâmico do Iraque e do Levante quiseram enviar uma «mensagem à América»
Islândia: vulcão volta a ameaçar voos
Risco de erupção coloca o espaço aéreo em alerta laranja
EM MANCHETE
Dívida pública sobe e já chega aos 134% do PIB
Subida de 1,6% relativamente aos números registados em março, segundo o Banco de Portugal
«Quando tivermos médicos suficientes termina o acordo»
CMVM investiga compras dos mexicanos