Secretas: Silva Carvalho arguido por difamação

Notícia TVI: Jorge Silva Carvalho foi constituído arguido em caso de difamação e devassa da vida privada

Por: Redação / António Ferrarri    |   8 de Fevereiro de 2013 às 13:40
Jorge Silva Carvalho, ex-diretor dos Serviços de Informações Estratégicas da Defesa e ex-administrador do grupo Ongoing foi constituído arguido, desta vez, no âmbito de um processo interposto por Francisco Pinto Balsemão.

Esta é uma notícia TVI. O ex-primeiro-ministro e fundador do PSD avançou com uma queixa-crime contra Silva Carvalho por difamação e devassa da vida privada por meios informáticos, por alegadamente Silva Carvalho ter encomendado um relatório sobre a vida privada de Pinto Balsemão já depois de ter saído do SIED, e enquanto trabalhava para a Ongoing. Este grupo económico é liderado por Nuno Vasconcelos e um dos principais accionistas do Grupo Impresa, que por sua vez é presidido por Pinto Balsemão, com quem Vasconcelos mantém um conflito público.

Este relatório dá conta de quem são os amigos, os aliados e os inimigos de Francisco Pinto Balsemão. Contém ainda vários pormenores da sua rotina e vida privada.

O documento foi elaborado pela empresa Sete Estrelas, propriedade de Mateus Cavaco Silva, alvo também desta queixa crime, mas que até ao momento não foi constituído arguido .

Para além de Silva Carvalho, também João Alfaro e Paulo Félix foram constituídos arguidos.

A estratégia passaria também por veicular mensagens difamatórias através da rede social Twitter, que eram depois reenviadas com o intuito de chegar a um maoir número de destinatários.

O relatório sobre a vida de Pinto Balsemão faz parte do processo-crime conhecido como o caso das secretas.

A acusação considera que o documento ajuda a perceber

como funcionava o triângulo entre os serviços secretos, Jorge Silva Carvalho e o grupo Ongoing.

Nesse processo, o Ministério Público acusa Silva Carvalho e Nuno Vasconcelos, Presidente da Ongoing, de violação do segredo de estado, corrupção, abuso de poder e acesso ilegítimo agravado.
Partilhar
EM BAIXO: Jorge Silva Carvalho
Jorge Silva Carvalho

COMENTÁRIOS