logotipo tvi24

Meia-Maratona de Lisboa condiciona trânsito já a partir de hoje

Saiba os locais onde não pode circular

Por: tvi24    |   2013-03-23 12:00

A realização da 23.ª edição da Meia-Maratona de Lisboa, que se realiza no domingo, vai condicionar o trânsito na zona de Belém e de Algés a partir de hoje, com alterações que se prolongam até segunda-feira.

São esperadas 37.000 pessoas na Meia-Maratona de domingo, uma prova organizada pelo Maratona Clube de Portugal e que tem como partida as portagens da Ponte 25 de Abril e como meta o Mosteiro dos Jerónimos, em Belém.

De acordo com informação da Câmara de Lisboa, citada pela Lusa, a partir das 23:00 deste sábado e até às 17:00 de domingo o trânsito na avenida da Índia estará vedado no troço compreendido entre o viaduto de Alcântara e a avenida Torre de Belém, sendo permitida apenas a circulação de pesados no viaduto.

O parque de estacionamento em frente à pastelaria dos Pastéis de Belém estará encerrado durante 24 horas a partir das 14:00 de hoje.

A partir de hoje fica ainda interdita a circulação de trânsito entre o Campo das Cebolas e a rotunda de Algés ¿ praça D. Manuel I.

No domingo, a partir das 09:45, todos os acessos à ponte 25 de Abril são cortados.

Fortes condicionamentos estão previstos para outras ruas da capital - viaduto de Pedrouços, rua de Cascais, avenida 24 de Julho, Cais do Sodré e praça do Comércio.

As limitações de estacionamento tiveram início na quarta-feira na zona de Belém, nomeadamente junto à Estação Fluvial de Belém, na Praça do Império e no Centro Cultural de Belém.

A Divisão de Trânsito da PSP estará permanentemente nos locais indicados a encaminhar os condutores para vias alternativas.

Partilhar
EM BAIXO: Ponte 25 de Abril
Ponte 25 de Abril

Casa dos Animais de Lisboa «renasce» sem abate de cães e gatos
Jurista Inês Real é a nova provedora dos animais
Suíça pede extradição da médica portuguesa procurada
Telma Garcia, de 27 anos, está detida desde 21 de julho no Brasil
Seixal: jovem mortalmente baleado na varanda de casa
Crime ocorreu na noite de domingo, na Arrentela
EM MANCHETE
ONU pede «cessar-fogo humanitário imediato»
Gaza: Conselho de Segurança reuniu de emergência e declaração foi aprovada por unanimidade
Lucro da Galp desce quase 29%
«Como é que o BES escapou à troika?»