logotipo tvi24

Mulher tinha feto há 40 anos na barriga

Mulher de 82 anos tinha um litopédio no abdómen, um caso médico raro

Por: Redacção / EC    |   2013-12-15 22:24

Médicos colombianos, de um hospital de Bogotá, descobriram um feto petrificado com 40 anos dentro de uma mulher de 82, publicou a NTD esta quinta-feira.

O litopédio, ou bebé «pedra», é um fenómeno extremamente raro, com apenas cerca de 300 antecedentes documentados, em que o feto se desenvolve fora do útero.

«Isto acontece porque o feto não se desenvolve no útero. Neste caso, a parte abdominal da mulher não era um viável [para o desenvolvimento] e aconteceu isto, um feto calcificado, porque o corpo começa a gerar mecanismos de defesa e vai calcificando [o feto] até este estar enclausurado», explicou o dr. Kemer Ramiraz à NTD.

A octogenária tinha ido ao médico para tratar uma diarreia, mas o médico que a atendeu resolveu pedir um exame por desconfiar de cálculos biliares, uma obstrução na vesícula.

A radiografia ao abdómen revelou o problema, um bebé com 40 anos, completamente petrificado.

«Foi feito um ultrassom [para procurar os cálculos biliares] mas os resultados voltaram negativos. Então fizemos uma radiografia que localizou um tumor no abdómen, que se revelou como um feto», disse Ramirez.

A gravidez abdominal acontece uma vez em cada 11 mil, das quais apenas 1,5% se transformam em litopédios.

A mulher foi transferida para um outro hospital para proceder à remoção do feto.

Partilhar
EM BAIXO: Litopédio descoberto na Colômbia (Reprodução / Youtube / NTDTV)
Litopédio descoberto na Colômbia (Reprodução / Youtube / NTDTV)

O vídeo que Kim Jong-un não quer que você veja
A cara do ditador norte-coreano aparece noutros corpos a cantar e a dançar
Autarca que roubou «um pouquito» volta a ser eleito
A confissão pública, em pleno comício, parecem não ter afetado a popularidade do político mexicano
Queria mostrar o carro novo e destruiu a casa dos pais
Aconteceu em Wenzhou, na China
EM MANCHETE
Guiné Equatorial aceite na CPLP
País entrou por consenso sem que tenha havido uma votação. Teodoro Obiang deve explicar os passos já dados e previstos para cumprir as condições de adesão
Ana Gomes chocada com adesão da Guiné Equatorial
Portugal com défice de 5,1% do PIB até março